Cirurgia do Abdome e Corpo
Woman fat belly
Female%20body%20with%20the%20drawing%20a
Female%20body%20with%20the%20drawing%20a

Abdome                               Cintura/Dorso                     Coxas/Braços             

 

Cirurgia do Abdome

A cirurgia plástica do abdome ou também conhecida como dermolipectomia abdominal ou abdominoplastia envolve na retirada da pele e gordura abaixo do umbigo, o fechamento da musculatura que está afastada (chamada de diástase muscular) e o reposicionamento do umbigo. Em algumas situações é associada com a lipoaspiração da região dos flancos ou mesmo do abdome superior. É indicada principalmente nas situações de sobra de pele e gordura, flacidez da região abdominal e afastamento da musculatura do abdome. De maneira geral, as principais técnicas de abdominoplastia envolvem o tratamento desses três aspectos; a pele, a gordura e a musculatura para ter um melhor contorno da região do abdome e melhora da parte estética.

Você sabia ?

"A cirurgia plástica do abdome ou abdominoplastia que envolve a retirada de pele e gordura abaixo do umbigo e fechamento da musculatura, é o 5o. procedimento cirúrgico estético mais realizado de acordo com dados da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica (ASPS) no Plastic Surgery Statistics-2018. Na faixa etária dos 45-55 anos é o 3o. tipo de cirurgia mais feito nos EUA perdendo apenas para lipoaspiração e plástica de mama. Comparando as estatísticas de 2000 com 2018, houve um aumento da quase 100% no número de cirurgias de abdome de acordo com a pesquisa da ASPS.

PERGUNTAS FREQUENTES (casos reais) ....

Faço ginástica diariamente, e me controlo na alimentação. Há uma sobra de pele e gordura que não sai nunca....como sei que tenho indicação de abdominoplastia? (HSN, 50 anos, Decoradora, SP).

A cirurgia da abdominoplastia ou dermolipectomia abdominal é mais frequente na idade dos 45-55 anos e após gravidez. O objetivo é tratar a sobra de pele e gordura e a flacidez muscular decorrente do envelhecimento e da gravidez prévia. A história clínica é muito comum e normalmente é relatada como o incômodo do excesso de pele e gordura na região do abdome, próximo e abaixo do umbigo, e que não sai com exercícios ou dieta. Por mais ativa e praticante de exercícios físicos e/ou abdominais, a tonificação muscular não consegue aproximar a musculatura que foi afastada naturalmente pelo envelhecimento, por aumento do peso e emagrecimento ou pela distensão natural do abdome decorrente da gestação. O exame físico com o cirurgião é fundamental para avaliar se realmente há sobra de pele e gordura na região ideal (abaixo do umbigo), se há flacidez da pele/gordura do abdome na parte acima do umbigo e se os músculos estão afastados (diástase abdominal). Preenchendo esses 3 aspectos, você é uma candidata a abdominoplastia e terá benefícios estéticos com a cirurgia.

Como são as cicatrizes de uma abdominoplastia? (PLM, 48 anos, Farmacêutica, SP).

A cirurgia da abdominoplastia ou dermolipectomia abdominal envolve uma cicatriz maior e que normalmente se estende da parte do osso do quadril de uma lado ao outro. Essa extensão é devido a sobra de pele que precisa ser retirada. O ideal de uma cirurgia é manter essa cicatriz o mais baixa possível e em forma arqueada de modo a que a paciente consiga esconde-la nas roupas íntimas ou nos trajes de banho. Quanto maior a flacidez de pele, mais baixa a cicatriz se localizará. Em mulheres com cicatriz de cesárea prévia, pode-se unir as duas cicatrizes e desta forma resultar em uma única cicatriz final. A cicatriz umbilical é quase imperceptível e localizada dentro do umbigo.

Após 4 gestações, sinto muita flacidez na barriga. Sou bem magra..., posso apenas fazer uma lipo e evitar a abdominoplastia? (APC, 44 anos, Professora, SP).

É muito comum após várias gestações ou uma única gestação com grande aumento de peso como no casos de gemelares, a grande distensão da parede abdominal e a separação da musculatura abdominal chamada de músculos reto do abdome. Este quadro é denominado de diástase dos músculos retos e mesmo com bom tônus muscular, pelo fato de não estarem na posição correta, leva a um afrouxamento da parede abdominal mesmo em pacientes magras. Nesses casos, a lipoaspiração isolada é ineficaz e se faz necessário a cirurgia de correção da diástase abdominal por meio da abdominoplastia. Nessa cirurgia são dados pontos internos em diferentes partes da musculatura com objetivo de aproxima-la a posição original e reduzir a flacidez muscular. Na grande maioria dos casos, realiza-se pontos na linha do meio do abdome (chamada linha média) aproximando os dois músculos retos do abdome para a parte central e melhorando o contorno. Pode-se também realizar pontos de reforço e sustentação nos músculos oblíquos conferindo uma maior cintura para a paciente.

O Prof. Alexandre Munhoz baseado em conceitos estéticos do contorno abdominal publicou em 2005 na revista da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica (ASPS) a Plastic and Reconstructive Surgery (PRS) um conjunto de técnicas aplicadas na musculatura com objetivo de melhora do contorno do abdome após a retirada da pele e gordura. Com isso consegue-se a correção da flacidez muscular, a redução da barriga e um "cinturamento" do perfil melhorando dessa forma o contorno e estética do abdome.

abdome.001.jpeg

Pontos de Aproximação dos Músculos Retos

Músculos Retos do Abdome

Diástase (separação)

Pontos de Aproximação dos Músculos Retos / Oblíquos

Como é a recuperação e os cuidados após uma cirurgia de abdominoplastia ? (LSS 51 anos, Advogada, SP).

A cirurgia envolve um tempo de recuperação e cuidados específicos com objetivo de favorecer a cicatrização e evitar complicações. São cirurgias que duram aproximadamente 3-4 horas e 1-2 dias de internação em ambiente hospitalar. Na rotina do Prof. Alexandre Munhoz, 70% das cirurgias são realizadas no período da manhã e com alta hospitalar manhã do dia seguinte. Em algumas pacientes, pode ser necessário mais 1 dia de internação para plena recuperação. Orienta-se retorno ao consultório 4-5 dias após a cirurgia para curativos, 7-10 dias para retirada de pontos e seguimento a cada 20-30 dias até completar 3 meses das cirurgia. Há a necessidade de repouso relativo, mantendo o tronco inclinado em aproximadamente 30 graus na primeira semana e orienta-se não dirigir ou atividade física com 4 semanas. Em 45 dias todas as atividades físicas, exceto abdominais, estão liberadas de acordo com a rotina da paciente antes da cirurgia.

Agende hoje sua consulta para esclarecer suas dúvidas....

CONSULTAS:

Fones: 11 32551760 ou 1769 (Central)

CONTATOS DAS UNIDADES:

115080 7800 (Moriah) / 11 32551760 ou 1769 (Higienópolis)

Email: alexmunhozplastico@gmail.com